Ortorexia: Você sofre deste mal?

Saiba se você sofre de Ortorexia, esta mania de alimentação saudável que tem passado dos limites nessa geração que esta viciada em suco verde.

Alimentos Saudáveis, Saúde

No começo as pessoas só precisavam se alimentar. Caçar e comer era questão de sobrevivência. Se o alimento era gostoso, se ele engordava, quantas calorias tinha, se era proteína ou não, nada disso importava. Com o passar dos anos e com a evolução, o desenvolvimento da agricultura, o surgimento das indústrias, a cultura alimentícia foi se modificando. O fato de comer deixou de ser apenas para matar a fome. Comer virou uma parte da cultura, sair para comer, comer à mesa com a família. Mesa farta e os quilos a mais eram sinal de riqueza nos séculos passados. A silhueta das mulheres era bem mais arredonda do que as de hoje. Porém, com o desenvolvimento da medicina as pessoas começaram a preocupar um pouco mais com a saúde e consequentemente com o que comem. A moda do vestuário influenciou no corpo das pessoas, e ter um corpo magro, sarado e cheio de músculos virou febre.

As dietas e academias ganharam o mundo. O importante neste momento era ter um corpo em forma, definido, mesmo que para isso fossem necessários sacrifícios. As pessoas começaram a perder os limites, algumas fazendo uso exagerado de suplementos alimentares, outras correndo riscos ao tomar anabolizantes. Muitas cirurgias plásticas, perda de peso excessiva, levando à onda de modelos e garotas ao quadro de anorexia. Mas eis que de repente as pessoas começaram a rever seus valores e começou uma nova onda: a geração saúde.

Geração Saúde

O stand up paddle é o mais novo esporte preferido da geração saúde.

Hoje em dia as pessoas tem vivido um novo conceito em relação à saúde e ao seu próprio corpo. Não basta ter um corpo bonito, é preciso ter um corpo saudável, é preciso ter bons hábitos, ter vida longa e bons índices no exame de sangue. Começou a existir uma geração muito preocupada com o que se come, de onde vem os alimentos, como eles são preparados. Exercícios ao ar livre como o stand up paddle (SUP), corridas e ciclismo ganharam força, pois possibilitam um maior contato com a natureza. A geração saúde é quem prepara seus alimentos, livres de gorduras, rico em nutrientes, prepara sucos verde e detox, com uma variedade de frutas e verduras que é de dar orgulho às mamães que sempre insistiram para os filhos comerem vegetais.

Ortoréxicos

Mas tudo tem limites, e parte desta geração saúde tem exagerado em seus hábitos saudáveis e estão começando a ficar obsessivos com a alimentação e está surgindo um novo grupo de pessoas, os ortoréxicos. Este termo foi criado pelo médico americano Steven Bratman, onde orthos é “correto” e orexis é “apetite”. Este grupo de pessoas não necessariamente está preocupado com o ganho ou perda de peso, a questão é exclusivamente se o que comem é saudável ou não. Para os psiquiatras, mesmo o termo ainda não sendo oficial, é claro que isso é uma doença e que tem características de obsessão. O comportamento das pessoas ortoréxicas não seria prejudicial se isso não influenciasse a sua interação social e na quantidade de nutrientes que ingerem. Há casos em que as pessoas ficam tão obcecadas pela alimentação saudável que deixam de tomar inclusive água mineral com receio de ter compostos químicos como o cloro. A compulsão por alimentos saudáveis não pode prejudicar o convívio e as porções de nutrientes necessários para uma dieta balanceada.

Os ortoréxicos são pessoas que somente comem este tipo de alimento, diferente daqueles que se puderem, darão preferência por alimentos orgânicos, mas que não se limitam a isso. Ter sua própria horta em casa é excelente, e quem puder manter isso, que continue, mas o fato de não poder ter um pé de laranjas em casa não pode fazer com que você deixe de consumi-las se comprada no mercado do seu bairro.

Além dos ortoréxicos há as pessoas consideras excêntricas para comer, que sem muita razão inventam regras e dietas para lá de malucas, como o caso do ator Mel Gibson que deixou de comer frango com medo de que os hormônios da carne fizessem suas mamas crescerem.

Os ortoréxicos se sentem culpados quando comem algo que não esteja dentro do seu regime alimentar, deixam de comer coisas que gostavam para comer outras que consideram mais saudáveis, passam mais de três horas por dia pensando na sua alimentação e tem a sua qualidade de vida diminuída e um maior isolamento social na medida em que há o aumento da sua “qualidade” da alimentação.

Como já dizia o filósofo Aristóteles, que dentro do conceito de virtudes e vícios, o importante é estarmos na justa medida; o bom e velho: nem oito nem oitenta.

Por Vânia nas categorias Alimentos Saudáveis, Saúde. Tags: , , ,

Você vai gostar

Conheça 5 Alimentos para uma Pele Bonita

4 Novas Regras para uma Alimentação Saudável

Transtorno Afetivo Bipolar: A Antiga Psicose Maníaco-Depressiva