Temperando com Ervas

Conheça os principais temperos naturais disponíveis no mercado para que você possa fazer receitas deliciosas com mais saúde.

Alimentos Saudáveis

Todo mundo sabe que o segredo da comida gostosa está no tempero. Não adianta de nada ter bons ingredientes se não souber dosar bem o sal, a pimenta e os condimentos em geral. Mas uma preocupação tem surgido em quem cozinha com frequência: o uso de temperos prontos e sal em excesso.

Desta maneira, a grande novidade é temperar a comida com temperos naturais, como as ervas por exemplo. Evitando ao máximo o uso de corantes artificiais e conservantes.

A novidade na verdade é retornar aos tempos antigos quando os condimentos eram tão apreciados que faziam povos navegarem um oceano inteiro para chegar à Índia onde eram encontradas as especiarias que eram artigo de luxo.

Abaixo veja alguns benefícios e modo de uso de alguns destes temperos naturais.

Açafrão

Os temperos naturais são sempre uma opção mais saudável que os industrializados.

O açafrão é extraído da planta Crocus sativus, usado principalmente na culinária Mediterrânea é o tempero mais caro devido às condições de cultivo. O verdadeiro açafrão pode custar até R$ 70 mil reais o quilo.

Constitui-se de um pó amarelado, de sabor acre e deve ser usado diluído e com moderação para não amargar o prato. É comum usá-lo no preparo de massas e risotos.

Cúrcuma ou Açafrão da Terra

Muitas vezes confundido com o verdadeiro açafrão, a cúrcuma é uma planta de origem asiática. Extraído da raiz, o condimento tem cor amarelada, semelhante ao açafrão. No entanto é usado mais como corante, usado em arroz ou sopas e até mesmo para dar cor à produtos lácteos como queijo ou a temperos como mostarda.

A cúrcuma tem sido considerada um alimento funcional devido à suas propriedades medicinais. Alguns estudos apontam inclusive que o uso deste tempero seja importante para a prevenção e tratamento do mal de Alzheimer. A cúrcuma ainda é um alimento antioxidante e anti-inflamatório.

Curcumina é o pigmento presente no açafrão da terra.

Curry ou Caril

O Curry, chamado de Caril em Portugal é um condimento típico de Moçambique, e nas culinárias indo-portuguesas. E é uma mistura de outros temperos, e também tem a coloração amarelada.

Para o preparo do curry é misturado a cúrcuma, coentro, gengibre, noz moscada, cominho, pimenta, canela e outros ingredientes.

Seu uso mais comum é para temperar frango.

Alecrim

Considerado uma das ervas finas, o alecrim é um arbusto com muitas folhinhas, também oriundo da região do Mediterrâneo. É conhecido por seu poder de curar febres e tosses através de infusões. A ingestão de alecrim é recomendada também para melhora da digestão e para problemas de gota.

Seu uso na culinária é especialmente no tempero de carnes assadas como carne de porco,como pernil, recomendado também para dar mais sabor ao cordeiro e churrasco. Mas também é apreciado em sopas e é uma das ervas mais aromáticas que existem.

Canela

A canela é retirada da casca interna do tronco da árvore Cinnamomun zeylanicum, originalmente do Sri Lanka. É conhecida pelo seu poder descongestionante e para tratamento da gripe. Estudos indicam também que o chá de canela reduz as taxas de açúcar no sangue, além de melhorar o colesterol.

A canela as vezes é confundida com a cássia, outra espécie de planta com características semelhantes, porém mais barata.

A canela é normalmente usada no preparo de doces, licores e chocolates. Além de ser usada como chá.

 Atenção: Mulheres grávidas devem evitar o uso do chá pois ele tem efeito abortivo.

Gengibre

O gengibre é uma espécie de batata, rico em vitamina B6 é um poderoso antioxidante. Tem sabor picante e pode ser usado tanto em alimentos salgados quanto doces.

Tem efeito terapêutico em casos de gripe e um aliado nos problemas de garganta.

Considerando alimento termogênico, o gengibre tem sido consumido por quem quer emagrecer misturado ao suco verde pois acelera o metabolismo. Além de ser considerado afrodisiástico.

Noz Moscada

A noz moscada deve ser usada com moderação, ralada e em pouca quantidade. Em excesso pode causar alucinações. É originalmente proveniente da Indonésia.

Era comum na índia adicionar noz moscada à água-de-coco para tratamento de desidratação.

A noz moscada é indispensável no preparo de molho branco. E em alguns pratos pode substituir a pimenta.

Pimenta do Reino

A pimenta do reino é muito conhecida por ser sabor picante, as sementes, secas e moídas são utilizadas na culinária mundial. Na época das descobertas marítimas seu valor era tão alto que era tida como moeda de troca.

Há quem diga que a pimenta do reino faz mal à saúde, na verdade, a pimenta consumida em exagero pode entupir as artérias. Para que a pimenta não faça mal à saúde é recomendado triturar e utilizá-la no final do cozimento dos alimentos.

A substância responsável pela ardência da pimenta tem efeito descongestionante e antioxidante.

As pimentas preta, rosa, branca e verde são a mesma pimenta e só tem diferença na forma de colheita.

A pimenta do reino é usada em vários pratos e principalmente em refogados.

Manjericão

O manjericão também chamado de basílico é de fácil cultivo e é possível ter em casa em sua própria horta.

O manjericão é indicado para complementar o molho de tomate. Da mesma forma como um molho branco não é o tão saboroso sem a noz moscada, o molho vermelho sem algumas folhas de manjericão fica devendo sabor. É ingrediente principal da pizza marguerita e do molho pesto. O manjericão é um ótimo tempero para qualquer tipo de salada. Picar as folhinhas junto do tomate é uma ótima dica para incrementar o trivial e dar um toque caseiro à salada verde.

O chá de manjericão é indicado para crises reumáticas e problemas respiratórios.

Orégano

O orégano é outra especiaria comum da cozinha mediterrânea. É consumida fresca ou seca, mas o mais comum e mais aromático são as folhas desidratadas. É antioxidante e antibacteriano.

O orégano é insubstituível para temperar pizzas. Além disso é muito indicado em molhos e em queijos para petiscos. Seria considerado um primo-irmão do manjericão junto à culinária italiana!

Louro

A folha de louro tem efeito calmante, é considerada uma das muitas ervas medicinais, além de ser muito apreciada na culinária. Uma ótima sugestão é no preparo de caldos como feijão.

O louro ajuda na digestão e é recomendado também para sarar picadas de insetos por ser anti-infectante.

Colorífico de Urucum

O corante feito da semente de urucum é uma ótima opção para colorir carnes e cozidos ao invés de usar massa de tomate que contém muitos conservantes.

O urucum é usado em chás contra vermes e melhora da libido sexual. Melhora os níveis de colesterol e tem efeito expectorante.

Sal Marinho

Sal marinho é o sal integral, sem ter sido refinado. Importante fonte de magnésio e com menor quantidade de cloreto de sódio, o sal marinho é mais indicado pois não retem líquidos e nem eleva a pressão como o sal comum.

Mesmo o uso de sal marinho integral deve ser feito com moderação.

Por Vânia nas categorias Alimentos Saudáveis. Tags: , , , , , , , ,

Você vai gostar

Os 5 Melhores Temperos Para a Sua Dieta

Qual É o Melhor Alimento Termogênico Para Perder Peso?

5 Receitas Fáceis de Suco Desintoxicante