Dicas Para Parar de Tomar Refrigerante

O refrigerante está tão presente em nosso cotidiano que às vezes é difícil simplesmente abrir mão. Porém, com algumas dicas simples, é possível parar de tomar a bebida definitivamente.

Bebidas

O refrigerante é visto com um dos piores alimentos que consumimos na atualidade. E se engana quem pensa que o problema está só no açúcar. As versões light, diet ou zero são tão ou mais prejudiciais que as bebidas açucaradas.

O grande problema do refrigerante é que ele combina diversas substâncias nocivas: corantes, conservantes, aromatizantes, açúcar ou adoçantes artificias. Essa mistura é bombástica para o organismo, que não reconhece vários desses componentes. O resultado é que eles ficam “soltos”, ou seja, não são absorvidos durante a digestão, e o corpo os trata como invasores, levando a processos inflamatórios..

O gás, diferentemente do que muita gente pensa, não é o pior. Apesar de causar um leve inchaço no estômago na hora que tomamos o refrigerante, ele não engorda nem traz malefícios para o funcionamento do organismo.

Sabendo disso tudo, é hora de tentar parar de tomar refrigerante. Algumas dicas podem ajudar!

O refrigerante não precisa fazer parte de sua vida!

O refrigerante não precisa fazer parte de sua vida!

1. Comece diminuindo a quantidade

Você se lembra que há alguns anos os refrigerantes eram vendidos em garrafas de 600ml? Naquela época, uma garrafa fazia a alegria da família no almoço de domingo. Mas as garrafas cresceram e nossa vontade também. Hoje em dia, as pessoas consomem refrigerante em grandes quantidades e as velhas garrafas de vidro não dariam nem para um indivíduo com sede.

A dica que damos aqui é começar reduzindo a quantidade. Em ocasiões especiais, tome apenas 1 copo pequeno, em pequenas quantidades, apenas para matar a vontade.

2. Intercale refrigerante com água

Ninguém sente sede de refrigerante, ainda que os comerciais tentem nos convencer que no deserto, a melhor pedida é uma garrafa de Sprite bem gelada. Muitas vezes, tomamos muito refrigerante apenas porque estamos com sede. A bebida engana, mas não mata a sede de fato, porque o alto teor de sódio facilita a eliminação de líquidos.

A dica, portanto, é tomar água entre um copo de refrigerante e outro. Se você não estiver com sede, a vontade será bem menor.

3. Comece a tomar chás

Os chás são ótimos para driblar a sede e a vontade de tomar algo refrescante. Você pode fazer suas combinações preferidas e deixar gelando na geladeira. Durante o dia, vá bebendo o chá em pequenas quantidades. Ele vai matar a sede, refrescar e ainda trazer muitos benefícios para a sua saúde.

Uma ótima dica é o chá verde bem gelado feito com cascas de abacaxi um pouquinho de hortelã. Fica saboroso, nutritivo e ainda dá aquela ajudinha na dieta.

4. Faça sucos com água gaseificada

Para driblar a vontade de tomar refrigerante, você pode apostar nos refrescos naturais feitos com água com gás.

Como comentamos antes, o gás em si não é um problema. Se você acrescentar frutas, ervas e vegetais, o suco parecerá um pouco com refrigerante, mas terá calorias válidas, repletas de nutrientes. Quem tem um juicer em casa pode fazer o suco bem concentrado com vários ingredientes e depois acrescentar água com gás. Só não adoce, porque o açúcar, como todos sabem, não é nada bom.

5. Tente ficar algum tempo sem refrigerante

Algo que pode funcionar é se propor a ficar 1 mês sem refrigerante.

Essa medida extrema ajuda a visualizar melhor o quanto realmente precisamos da bebida em nosso dia a dia e também quais são as situações em que é mais difícil resistir. Com esse conhecimento sobre o seu corpo e os seus hábitos, é possível eliminar os pontos falhos e cortar o refrigerante da vida de vez. Se você sentir muita falta, experimente ir cortando aos poucos, reduzindo a quantidade, sem grandes exageros. Um copo ou outro de refrigerante não mata ninguém. O grande problema é o consumo desmedido.

Por Mila Silva nas categorias Bebidas. Tags: , , , , , , ,

Você vai gostar

Receitas Fáceis de Sucos para Emagrecer

Água com gás engorda ou dá celulite? Conheça os malefícios e benefícios

Qual É a Quantidade Máxima de Açúcar Recomendada?