Chá Verde: Tudo o Que Você Quer Saber

O chá verde realmente emagrece e é comprovado cientificamente. Aprenda a preparar o chá verde da forma correta e aproveitar melhor suas propriedades de efeito detox.

Saúde

O chá verde realmente emagrece.

O Chá Verde emagrece mesmo, acelera o metabolismo e reduz medidas. Estas são apenas umas das coisas que provavelmente você já ouviu sobre o chá verde. Mas há muitas perguntas e respostas ainda que precisam ser esclarecidas sobre como o chá verde funciona no organismo e para que serve o chá verde. Vamos conhecer sobre as verdades, as mentiras, os mitos sobre o chá verde e sua indicação de uso.

História

O verdadeiro chá verde é preparado com as folhas e brotos da planta Camellia sinensis e sua utilização é datada de milênios na China e posteriormente no Japão, onde foi levado e cultivado por monges. O mais antigo relato sobre o chá verde pode ser encontrado no tradicional livro Nei Jing – O Clássico do Imperador Amarelo, um dos mais importantes da Medicina Chinesa publicado há mais de cinco mil anos. Na Europa é possível que tenha sido levado por holandeses por volta do século XVII. A Índia é outra importante cultivadora e consumidora do chá.

O manuseio das folhas, a sua maneira de ser plantado e cultivado e sua forma de secagem faz com que a mesma planta dê origem a diferentes chás, como o chá preto, o Gyokuro,  Matcha,  Kukicha, Sencha, Bancha, Genmaicha, Hojicha, chá branco e chá vermelho.

O chá verde veio para o Brasil com os imigrantes japoneses e orientais e tem se tornado cada dia mais popular. A pequena diferença é que os brasileiros procuram o chá verde com a finalidade de emagrecer, sendo que os benefícios do chá verde vão bem além de diminuir medidas da região da cintura com a queima de gordura localizada.

Benefícios do Chá Verde e Prevenção de Doenças

Tem sido dito que o chá verde é a segunda bebida não alcoólica mais consumida no mundo depois da água pura. Quem achava que era a Coca Cola se enganou! O chá verde tem em sua composição química catequinas, que é uma ligação química presente nos polifenóis e tem ação antioxidante. O consumo de catequinas não tem restrições e é encontrado de maneira privilegiada no chá verde, chá preto ou chá oolong. Porém, o chá verde é o melhor, pois sua preparação após a colheita, favorece a manutenção das catequinas, sendo pouco fermentado e evitando a oxidação. O chá verde entra na lista de alimentos funcionais segundo ANVISA pois atuam na prevenção e tratamento de doenças.

É cientificamente comprovado que o efeito antioxidante do chá verde é responsável pela prevenção de doenças crônico degenerativas, Mal de Alzheimer, câncer, doenças cardiovasculares, e diabetes mellitus. Além disso, o chá verde tem propriedade anti-inflamatória, sendo um aliado no combate da artrite reumatoide e esclerose múltipla. Um outro efeito pouco conhecido é o efeito antiaterogênico que contribui  com o relaxamento dos músculos do sistema cardiovascular, melhorando a circulação sanguínea e consequentemente diminuindo a pressão alta, diminui também o risco de trombose. Sendo assim é indicado também na hipertensão arterial e aterosclerose. Estudos mostram as vantagens do uso do chá verde, porém não são conclusivos quanto à cura de doenças. As pessoas que tem problema com colesterol também são beneficiadas com o uso de chá verde pois ele ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL), porém não é comprovado que ele aumente o colesterol bom (HDL) ou que diminua as taxas de triglicérides no sangue. O chá verde ainda é diurético, desintoxicante, digestivo e melhora a sensação de saciedade, diminuindo a vontade de comer.

Os flavonoides presentes no chá verde neutralizam a ação dos radicais livres, evitando o envelhecimento precoce das células melhorando a beleza dos cabelos e da pele por melhorar a sua elasticidade, diminuindo as rugas. Há versões de chá verde com colágeno que são ainda mais indicados para os tratamentos de firmeza da pele.

As propriedades terapêuticas do chá verde faz com que ele possa ser considerado um medicamento fitoterápico. Obviamente o uso do chá verde não deve substituir os remédios de uso contínuo. Toda medicação deve ser prescrita por um médico. Mas o chá verde não precisa de receita para ser comprado, e é vendido nas farmácias. Mas é sempre bom ser orientado por um médico ou nutricionista para um maior cuidado com a saúde.

Efeitos do Chá Verde no Controle do Peso

Os efeitos da composição química do chá verde no organismo faz com que haja aumento da termogênese e oxidação das gorduras, diminuindo a concentração de gordura no corpo. Seu efeito termogênico faz acelerar o metabolismo, aumenta a energia e o gasto calórico, ajudando a emagrecer mais rápido. Mas claro que para considerável perda de peso o uso do chá deve ser associada à uma dieta e a prática de exercícios físicos. Mas é possível perder medidas como chá mesmo sem fazer dieta pois ele favorece a queima de gorduras e diminui a barriga, definindo a cintura pois além do mais o chá verde desincha.

Além de melhorias no sistema imunológico o chá verde tem efeitos metabólicos positivos favorecendo a facilidade em perder quilos e a manutenção do peso, acabando com o problema do efeito sanfona. A obesidade é considerada atualmente uma epidemia, e tem levado muitas pessoas aos consultórios de endocrinologia para tratamento e o uso do chá verde tem contribuído para a diminuição deste mal. Muitas são as pessoas que conseguiram sair do sobrepeso devido ao uso do chá verde.

Efeitos Colaterais

Os benefícios do chá verde são bem difundidos, mas os que as pessoas mais se preocupam são com os malefícios do chá verde. As restrições sobre o uso do chá verde começam para aqueles que tem sensibilidade à cafeína e a produtos estimulantes. Portanto é importante salientar que pessoas que tem problemas com a insônia ou outros males associados ao uso da cafeína devem consumir com moderação para não terem problemas com efeitos adversos e seu uso não ser uma desvantagem. Pois a cafeína tem o poder de tirar o sono, por isso é bom evitar de tomar o chá verde a noite antes de dormir, opte por outro horário. Mas é importante dizer que a cafeína encontrada no chá verde é em quantidade bem menor que a que a presente no café, uma xícara de chá de verde contém 6% de cafeína contra 25% de uma xícara de café.

Um outro efeito ruim do chá verde é que ele prejudica a absorção do ferro e da vitamina C no organismo, isso faz com que as pessoas podem ficar com anemia. Para constatar que a pessoa não está anêmica é recomendado que tenha acompanhamento médico com exames de sangue periódicos. Para prevenir isso, é recomendado que o chá verde não seja tomado até uma hora após as refeições; assim evite de tomar o chá verde antes do almoço ou antes do jantar.

Para quem sofre com cólicas menstruais é aconselhado não fazer uso de produtos com cafeína, sendo assim, durante a menstruação é bom evitar o chá verde.

Há pessoas que relatam alergia ao chá verde, portanto se você tem sensibilidade a algum componente da fórmula ou tendências alérgicas é bom ter mais cuidado. Pessoas com irritações no estômago ou problemas de refluxo também devem evitar. Não é constatado que o chá verde faz mal para as grávidas e suas crianças, mas o uso de ervas para as grávidas deve ser sempre usado com muita cautela pois ervas e chás são às vezes abortivos, e se o chá verde for usado com canela isso pode aumentar o risco.

Como Preparar

O modo de fazer o chá verde pode variar, pois pode ser misturado com outros ingredientes, tomado gelado, morno ou quente. Mas tem um jeito certo de fazer o chá verde in natura. A água não pode chegar a ferver, então quando começar a formar bolinhas na água, deve desligar o fogo e colocar duas colheres da erva para um litro de água e tampar. Deixe por cerca de três minutos. O tempo de infusão não pode passar dos cinco minutos.

Os chás industrializados em saquinhos ou sachê tem menos quantidade de erva que o chá comprado a granel, pois não usam só a folha, onde é possível encontrar também partes de caule e outros produtos que não tem tantos nutrientes. Há porém chá verde em pó industrializado de boa qualidade como os vendidos pela Herbalife, Weleda, Health Labs e outros comercializados de marcas idôneas.

O chá verde é ruim por seu gosto muito amargo e não tem como dizer que ele é gostoso, mas é possível melhorar o seu aroma e ser possível tomar sem ser sacrifício. Ele pode ser adoçado com açúcar, mel ou adoçante. Colocar um pouco de limão e misturar com chá ou suco de outros sabores também ajuda a melhorar o gosto. Há ainda quem quer potencializar seu efeito detox com a adição de gengibre ou misturar o chá verde com chá de hibisco. Não é proibido usar o chá verde com suplementos alimentares, mas se você faz uso de medicação é bom verificar com seu médico sobre as interações medicamentosas.

O uso de chá verde em cápsulas é perigoso e deve ser feito com muita moderação pois a quantidade de composto em uma capsula é exagerada podendo chegar ao equivalente a dez xícaras de chá, isso faz com que haja problemas no fígado, prejudicando a função hepática, causar gastrite e problemas no intestino.

A quantidade de chá verde recomendada para um dia é de três a quatro xícaras, não podendo exceder a seis xícaras. Muitas pessoas usam o chá verde em garrafinhas de água e tomam ele durante o dia todo, mas é importante beber água também, e você perceberá que ele dá vontade de tomar água, isso ajuda a desintoxicar. Depois de preparado o chá verde deve ser consumido o quanto antes e em no máximo 12 horas. É importante que ele esteja sempre fresco para não perder as suas propriedades.

Por Vânia nas categorias Saúde. Tags: , , , , , , , , ,

Você vai gostar

Conheça 5 Alimentos para uma Pele Bonita

Qual É a Quantidade Máxima de Açúcar Recomendada?

Aveia, Linhaça, Quinoa e Chia: as Sementes que Fazem Bem

Comentários (2)

  • Fernando Manuel de Jesus Alves disse em 30/04/2015 às 15:18:

    O meu pequeno almoço é sempre tomado com o chá verde de há muitos anos. Sinto-me maravilhosamente.
    Fernando Alves

    • Vânia disse em 03/05/2015 às 11:14:

      Obrigada por dividir conosco sua experiência, Fernando Alves!