O que é Jejum Intermitente?

Você já ouviu falar no jejum intermitente? Conheça os benefícios que este estilo de alimentação pode trazer para seu corpo e sua saúde. Saiba como iniciar esse tipo de alimentação.

Nutrição

O Jejum Intermitente ficou famoso depois que algumas celebridades começaram a praticar este tipo de alimentação. Têm-se falado muito nessa forma de se alimentar, que consiste em ficar por um longo período sem comer nada. Apesar de estarmos acostumados com a dica de que é necessário comer de três em três horas, e que não devemos ficar sem as principais refeições do dia, os adeptos ao jejum intermitente garantem que em alguns casos ele pode ser feito sem prejudicar a saúde, mas ao contrário, melhorando o bem estar e ajudando a emagrecer.

O jejum intermitente não é chamado de dieta, mas sim de um “estilo de alimentação”. Ele não se baseia em quais alimentos você pode comer, mas sim em quando você vai comer. Esse estilo de alimentação alterna entre longos períodos sem comer, com períodos de alimentação normal.

Na verdade, o jejum já é uma prática comum desde a antiguidade, quando os alimentos não eram tão fáceis de se encontrar, em padarias e supermercados espalhados pelos bairros. Nesta época não era tão simples comer de três em três horas. E o jejum também é praticado em diversas religiões, como forma de purificação. Normalmente, o JI (Jejum Intermitente) é praticado em intervalos de 16 horas sem comer, ou 24 horas. Mas vejamos como isto funciona.

Como Funciona o Jejum Intermitente

O JI altera o funcionamento do organismo, por isso trás benefícios para a saúde. Os níveis de HGH (hormônio do crescimento) aumentam, e por isso ocorre ganho de massa muscular.

Durante o período de jejum ocorre a autofagia, que é quando as células digerem e removem proteínas velhas dentro delas. Esse processo é uma das formas de se evitar o câncer, uma das piores doenças da atualidade.

A sensibilidade à insulina também melhora, fazendo com que os níveis caiam e mais gordura fique disponível para queima. Isso faz com que a queima de gordura ajude no emagrecimento, que é um dos benefícios do JI.

Como Fazer o Jejum Intermitente

Como já foi dito antes, o jejum intermitente pode ser feito em protocolos diferentes. Veja alguns dos mais usados atualmente:

1 – Protocolo Leangains ou Método 16/8

Esse protocolo funciona com um intervalo de 16 horas sem comer, enquanto por 8 horas é permitido comer normalmente. Para mulheres é recomendado fazer um jejum de apenas 14 horas, comendo por 10 horas.

O melhor horário para se fazer o jejum é das 20:00 às 12:00. Dessa forma, se você janta às 20:00, esta será sua última refeição do dia. E no dia seguinte, não se toma café da manhã, nem qualquer tipo de lanche. Somente água, café, chás e outras bebidas não calóricas estão liberadas. Das 12:00 às 20:00 pode-se manter uma alimentação normal, tomando o cuidado de ingerir todos os grupos de nutrientes para se ter uma alimentação balanceada, e também não se pode ter exageros, ou o jejum não vai adiantar em nada.

Durante o período liberado para comer, deve-se evitar as comidas muito calóricas e de poucos nutrientes.

2 – Protocolo Eat-Stop-Eat (Coma-Pare-Coma)

Nesse método é feita uma pausa de 24 horas na alimentação uma ou duas vezes por semana. O horário pode ser definido de acordo com a opção de quem faz o jejum. Por exemplo: se você almoçou às 12:00, só irá comer de novo às 12:00 do dia seguinte. Nesse período, você só pode beber água, chás e café, nada de alimentos sólidos.

Para algumas pessoas, esse tipo de jejum pode ser muito difícil, então a dica é começar fazendo o jejum de 16 horas, para depois passar para o de 24 horas.

3 – A Dieta 5:2

Esse protocolo não é considerado um jejum por alguns especialistas, pois não há um longo intervalo sem comer. Esse método permite que você coma normalmente 5 dias da semana, enquanto restringe o consumo de calorias para 500-600 durante os outros dois dias.

As mulheres consomem apenas 500 calorias nos dias de jejum, enquanto os homens consomem 600. Devem ser feitas somente duas refeições no dia (duas de 300 calorias para homens, ou duas de 250 calorias para as mulheres).

Este método é mais fácil para quem não consegue ficar totalmente em jejum. É uma boa forma de começar este estilo de alimentação.

No jejum intermitente você fica várias horas sem comer e aproveita os benefícios para a saúde

Todos Podem Fazer o JI?

Apesar de já terem sido feitas várias pesquisas que comprovam o sucesso do jejum intermitente, esse estilo de alimentação não pode ser usado por qualquer pessoa.

Pessoas que estão abaixo do peso e que têm histórico de anorexia ou bulimia não podem fazer o jejum. Mulheres grávidas, amamentando, ou que estão querendo engravidar também não devem experimentar o JI. Nesta fase é preciso seguir as orientações médicas para garantir a sua saúde e também a do bebê.

Idosos e crianças também não devem praticar o jejum, pois os longos períodos sem comer podem ser prejudiciais.

Alguns estudos mostram que o JI pode não ter tantos benefícios para as mulheres, quanto nos homens. Algumas mulheres tendem a desenvolver o aumento da glicose, e pode até engordar. Por isso, se for começar a fazer o jejum consulte um médico, faça exames periódicos e continue acompanhando o seu corpo para não ter reações contrárias ao que você deseja. Se o seu corpo não se acostumar, pare com o jejum e opte por um estilo de alimentação sem os longos períodos sem comer.

Por Fabiana nas categorias Nutrição. Tags: , , , , ,

Você vai gostar

Ficar Sem Comer Ajuda a Emagrecer?

Bebida Láctea não é Iogurte: Receita fácil de Iogurte Natural

Como usar proteína de soja na dieta