Afinal, Ovo Faz Bem ou Faz Mal?

Diferentemente do que se imaginava nos anos 90, o ovo não é capaz de elevar os índices do mau colesterol nem causar doenças cardíacas. Veja o que dizem os estudos atuais sobre esse alimento.

Alimentos Saudáveis, Nutrição

Outro dia eu vi uma charge interessante sobre alimentação saudável. Na imagem, um ovo deixava uma mensagem para o glúten, tranquilizando-o e dizendo que também já esteve na posição de vilão.

A brincadeira revela algo sobre o mundo das dietas: num dia um alimento pode ser considerado nocivo para logo depois receber o status de saudável. O caso mais emblemático certamente é o ovo, que em meados da década de 90 foi visto como muito prejudicial para a saúde por elevar o colesterol. Hoje em dia, porém, novos estudos mostram que a história não é bem assim. O ovo contém nutrientes importantes e não faz tão mal quanto se imaginava antigamente.

Daí podemos extrair uma lição importante: não existem verdades absolutas, nem mesmo nas pesquisas científicas. Novas descobertas podem sempre derrubar certezas anteriores. Por isso, devemos ter sempre um pé atrás com o que lemos em revistas e na internet.

Ovo

O ovo não é o vilão que imaginávamos

Ovo: de vilão a mocinho

O grande problema do ovo seria o alto de colesterol animal presente principalmente na gema. Porém, a recomendação diária de consumo de colesterol segundo órgãos como a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é 300 mg por dia. Um ovo contém, em média, entre 50 mg e 250 mg de colesterol, dependendo da alimentação da galinha. Assim, nem mesmo o ovo mais rico em colesterol é capaz de ultrapassar a recomendação segura.

Outro ponto importante a ser destacado é que o colesterol não é necessariamente ruim para o nosso organismo. Na verdade, precisamos de certo índice de gordura para que todas as funções do corpo sejam realizadas adequadamente. O problema está no excesso de colesterol ingerido na alimentação. As gorduras saturadas e os carboidratos simples são os principais vilões para a elevação do mau colesterol na corrente sanguínea.

Benefícios do Ovo

O ovo pode ser considerada como um alimento completo e acessível para todas as pessoas. Ele é fonte de nutrientes essenciais como as vitaminas A, D, E, K e B12, ferro, cobre, zinco, enxofre, manganês, iodo, potássio, magnésio, sódio, fósforo e cálcio. Ele também contém lipídeos, folato, riboflavina, selênio e substâncias antioxidantes.

Muitos desses nutrientes estão presentes na gema do ovo. A clara, que já foi vista como a melhor parte do ovo, tem basicamente proteínas. Por isso, o hábito de não usar a gema na alimentação é um desperdício de substâncias benéfica. O ovo inteiro é mais completo e nutritivo.

Alguns estudos mostram que o ovo, por conter proteínas, vitaminas e DHA (ômega 3), pode, pelo contrário do imaginado, contribuir para o controle do colesterol. A dica é consumir até 1 ovo inteiro diariamente, mas evitando frituras.

Por Mila Silva nas categorias Alimentos Saudáveis, Nutrição. Tags: , , ,

Você vai gostar

Os Benefícios do Óleo de Coco Natural

4 Novas Regras para uma Alimentação Saudável

Ômega 3

Comentários (1)

  • Celso disse em 12/08/2016 às 11:31:

    Eu como ovo duas vezes por semana!